quarta-feira, 3 de julho de 2013

Critica de forma lúdica violência policial em manifestações


Vestidos de palhaço, manifestantes parodiaram os excessos da Polícia Militar nos movimentos de rua de Salvador (que resultaram na prisão do repórter Francis Juliano do Bahia Notícias), no cortejo do 2 de Julho, nesta terça-feira. A autointitulada "Palhaçaria de Choque" distribuiu balas 7 Belo como representação das balas de borracha; bexigas em vez de bombas de gás lacrimogênio e de efeito moral; e borrifadores de água no lugar dos sprays de pimenta. "Tentamos mostrar de forma lúdica à população que autoridade e violência não levam ninguém a nada", afirmou o ator e jornalista Gabriel Camões, ao Bahia Notícias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário